visual

Identidade visual reforça reconhecimento de marca

A apresentação de um estabelecimento comercial começa logo por sua fachada e visual, que deve ser bonita e atrativa, convidando os clientes para que conheçam os produtos e serviços oferecidos em seu interior.

Os empreendimentos comerciais sabem da importância de uma estrutura bonita e charmosa, tanto que investem em vitrines temáticas que chama a atenção ao longo do tempo. Tudo isso deve ser tratado por profissionais da área de comunicação visual, utilizando elementos apropriados para cada situação.

As cores, os elementos disponíveis em lojas especializadas e a aplicação de materiais corretos em cada situação são essenciais para se destacarem perante a concorrência. Sem falar no público-alvo que reconhece um estabelecimento a partir de signos empregados de maneira acertada.

Identificação visual a partir da entrada de loja

As possibilidades apresentadas por empresas especializadas em identificação de estabelecimentos são muito abrangentes. É preciso respeitar certos padrões, muitas vezes determinados a partir de legislação vigente em municípios que se preocupam com a poluição visual.

Dessa forma, os profissionais apostam em modelos que podem ser facilmente identificados, mantendo a aura de sobriedade de um escritório de contabilidade ou advocacia, assim como atrativo para as crianças, quando se trata de lojas de brinquedos infantis.

Seguindo a padronização adotada por determinados setores comerciais, muitos empreendimentos apostam em fachadas em ACM, do inglês: aluminium composite material ou material composto de alumínio, em tradução livre.

Esse revestimento utiliza metal resistente em sua constituição, formado por duas lâminas de alumínio que cobrem um núcleo de polietileno.

A possibilidade de implementação de várias cores sobre as chapas do ACM permite a aplicação em diferentes revestimentos presentes nas fachadas externas, assim como em ambientes internos.

A apresentação de um estabelecimento comercial também pode ser composto por uma fachada em lona, com propósito tradicional.

Isso porque esse modelo de estrutura permite a proteção da entrada contra a incidência da luz solar e ainda serve como cobertura para os dias nublados e de chuva, desde que estejam abertos.

Elementos estruturais protegem interior comercial

As estruturas aplicadas nas fachadas de empreendimentos comerciais evoluíram de acordo com a disposição de novos materiais no mercado.

Um exemplo é a presença de toldos fixos construídos a partir de uma estrutura metálica resistentes composta por placa de policarbonato alveolar por toda sua extensão.

Esse tipo de material possui cavidades em seu interior, promovendo maior resistência e ao mesmo tempo, transparência e leveza para a fachada.

Além das coberturas externas, as placas alveolares são empregadas em outros setores de um estabelecimento comercial, como divisórias de um salão de restaurante e área da cozinha. Com a passagem de iluminação facilitada, permite melhor aproveitamento da luz natural em dias claros.

Seguindo a dinâmica de estruturas móveis, é possível encontrar fachadas compostas por toldo em policarbonato, aproveitando as mesmas vantagens de proteção e claridade na maior parte dos dias. Isso reflete em economia nos custos com energia elétrica, o que é muito significativo no orçamento mensal de um empreendimento.

Personalização de material reforça marca

O consumidor precisa estar sendo lembrado sempre da empresa ao qual ele se identifica. Além das fachadas memoráveis, é preciso que os produtos comercializados mantenham a marca em evidência de diferentes formas.

A aplicação de uma etiqueta lacre em embalagens de produtos que podem ser consumidos em outros locais deve contar com a marca. É uma forma de apresentar a preocupação para com a qualidade dos produtos e a atenção com os consumidores.

Para tornar todo o esquema profissional e fugir de ciladas que podem surgir caso um lacre seja aberto sem o consentimento do consumidor, os profissionais que trabalham na área de comunicação visual devem desenvolver um projeto exclusivo e encaminhar para os fabricantes de etiquetas e lacres para que sejam produzidos com material adequado.

A combinação entre os elementos utilizados tanto na fachada quanto na composição interna de um estabelecimento comercial promove a personalização, elevando o nível de compreensão quanto à necessidade de continuidade.

São situações adversas que se complementam e fazem sentido quando devidamente equilibradas e utilizadas de maneira sutil e ainda assim, perceptível aos olhos do consumidor.

Esse cuidado é válido para qualquer estabelecimento comercial, sendo ele:

  • Loja de roupas e calçados;
  • Restaurante, bar ou lanchonete;
  • Venda de produtos no varejo ou atacado;
  • Escritórios de serviços terceirizados.

Os clientes devem ser atraídos por sinais dispostos na fachada e reconhecer um ambiente interno que oferece exatamente os produtos ou serviços que estão sendo procurados.

O investimento em treinamento para os profissionais de atendimento, com uma uniformização de vestuário podem complementar a experiência positiva do público-alvo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *