Display no PDV: você sabe o que é e quais suas vantagens?

Para que uma pessoa chegue até o momento da compra, ela passou por muitas outras etapas. A pesquisa, a análise, o pensamento e a decisão, geralmente alguns deles envolve o PDV.

Em cada uma delas há uma estratégia de comunicação e marketing diferente para convencer o cliente.

Poucos momentos antes da decisão, porém, existe um ponto muito importante, que talvez possa dar o passo final para que o produto seja comprado: o display no Ponto de Venda (PDV).

Esse display expositor tem o objetivo de evidenciar determinado produto. Ele é fundamental no momento de decisão de compra.

É como se fosse o “empurrãozinho” final para que o cliente finalize o processo para a adquirir determinado produto. Por isso, ele é extremamente importante dentro da comunicação visual.

Um dos mais utilizados: o display de chão

Existe mais de um tipo de display de exposição. Mas um dos mais utilizados no PDV é o display de chão. Ele é um expositor e a ideia é persuadir o cliente a finalizar a compra.

É claro que ele não é o único que importa no momento do convencimento. Toda uma campanha de comunicação visual é necessária. Porém, esse display é essencial.

O objetivo principal desse expositor é aumentar as decisões de venda por impulso. É muito comum, por exemplo, eles ficarem perto de caixas nos supermercados.

E eles podem ser feitos de diversos materiais: desde papelão, que é o mais simples, até os de acrilico, como aqueles expositores de refrigerante, por exemplo.

Normalmente, esse display é confeccionado com um design específico, respeitando a identidade visual da marca. Produtos novos chamam bastante atenção quando expostos nesse display. E ele pode ser usado para diversas finalidades, desde expositor de produtos infantis até expositor de ração.

Mas é importante lembrar: geralmente, os displays de chão são de marcas específicas, desse modo, não é viável colocar produtos de marcas diferentes em um mesmo expositor.

Os expositores podem estar presentes em todos os tipos de loja, desde mercado até lojas de cosmético. Outro exemplo é o expositor de esmalte, também muito comum no mundo comercial.

Outros tipos de peças de PDV

Não é apenas o display de chão que existe, há diversos tipos de peças e materiais colocados nos Pontos de Venda (PDV). Porém, todos eles com o mesmo objetivo: persuadir e garantir a compra de determinados produtos. Os outros tipos de peças bastante utilizados são:

  • Faixas ou réguas de gôndola;
  • Fita cross;
  • Adesivos;
  • Totens;
  • Banners;
  • Cubos;
  • Móbiles.

Todos esses materiais devem ser pensados de forma estratégica para que a finalidade principal seja atingida. Por isso, precisam ter um visual chamativo e um design diferenciado, a fim de chamar atenção, sempre respeitando a identidade visual da marca.

Afinal, por que investir em comunicação visual?

Ao longo desse artigo, vimos sobre as peças de PDV e sua importância. Falamos muito sobre como elas fazem parte da comunicação visual de uma empresa ou marca. Mas afinal, qual é a real necessidade de investir em comunicação visual para o sucesso de um negócio?

Num geral, todo tipo de comunicação importa quando o assunto é aumentar vendas e clientes. Mas a comunicação visual é uma parte de extrema importância. Isso porque o ser humano é uma espécie bastante atraída pela aparência das coisas.

Sendo assim, investir em comunicação visual acaba sendo mais uma forma de chamar a atenção das pessoas como um todo.

Além disso, a identidade visual de um empresa faz com que aquele negócio se estabeleça como mais sério e pode ser relembrado.

Ao pensar em marcas muito famosas, automaticamente nos vêm à mente suas cores e logomarca. Isso porque a comunicação visual desse local foi muito bem trabalhada e planejada.

Quem realiza essa parte das empresas são publicitários, marketeiros e designers. Todos eles trabalham em conjunto para descobrirem qual é a imagem que a empresa quer passar e o que os clientes desejam ver.

É a conjunção disso que se tornará a identidade visual da marca. Esse trabalho é extenso e grande, afinal de contas, é ele quem representará o negócio.

Outro ponto importante é que a comunicação visual faz o papel de diferenciar determinadas empresas de seus concorrentes.

Assim, por meio de cores, grafismos e logos, a construção e o fortalecimento das marcas são alcançados. Portanto, investir em comunicação visual é muito mais do que um gasto. É uma estratégia de crescimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *