impressora

Como a impressora 3D pode alavancar a comunicação visual

O mundo da publicidade busca constantemente se reinventar. Agora, com a impressora 3D, as marcas podem usar a tecnologia para integrar peças impressas em 3 dimensões em suas propagandas de comunicação visual.

Nesse sentido, várias empresas têm usado soluções de impressão 3D em larga escala para aplicativos de comunicação visual.

Em tempo recorde, eles são capazes de utilizar sua tecnologia para criar adereços impressos em 3D para cenários de filmes ou peças grandes para uma campanha publicitária, como outdoors.

Agora, outras indústrias têm utilizado impressora 3D profissional para fins de prototipagem.

A ideia de criar soluções de impressão 3D de grande formato para aplicativos de comunicação visual surgiu da necessidade das gráficas em oferecer serviços diferenciados para os seus clientes como outdoors em terceira dimensão e adereços diversos.

As gráficas 3D também estão sendo procuradas pelo segmento automotivo para prototipagem de conceitos. A tecnologia de impressora 3D grande porte pode produzir grandes modelo em alta velocidades.

Além do segmento de comunicação visual, as soluções de impressão 3D são cada vez mais usadas por fabricantes de cenários para produzir adereços e cenários de filmes.

Tecnologia de impressão 3D

As tecnologias de impressão 3D existentes são baseadas em duas famílias principais de tecnologia: usando materiais sólidos e usando líquidos de fotopolímeros.

Quando há utilização de materiais sólidos, ocorre o derretimento do material e ele é depositado sobre o molde até esfriar. Depois, outra camada é depositada.

Usando líquidos de fotopolímeros na impressora profissional, o material é jateado ou curado em uma cuba usando radiação.

Essas duas tecnologias, no entanto, são incrivelmente lentas. Uma terceira tecnologia de ponta, agora usa um gel que é semi-cozido e polimeriza em tempo real.

O processo de cura é subsequentemente muito mais rápido e, portanto, não requer material de suporte. Essa tecnologia de ponta permite que as soluções de impressão 3D atinjam uma alta velocidade de produção.

Criações com impressão 3D

É possível desenvolver projetos muito interessantes em comunicação visual com uma impressora profissional 3D, tais como:

  • Adereços;
  • PDVs;
  • Vitrines;
  • Outdoors;
  • Cenários.

Considerando os desafios atuais do mercado de protótipos, a velocidade e o sucesso radical de soluções de impressora 3D grande porte, fornecem uma resposta concreta para esses desafios.

Para tanto, é previsto um crescimento na área de comunicação visual e acredita-se que ele se expandirá para segmentos adicionais.

Enfim, a impressão 3D para a fabricação de aditivos e automação industrial está em toda a parte e já provou ser uma tecnologia vencedora em outros segmentos de mercado, como aeroespacial, automotivo, bens de consumo, eletrônicos e saúde.

Mas, esse é só o começo. É uma tecnologia que vem agregando os mercados e continuará a acrescentar na maneira como os objetos são produzidos.

É apenas o início desta jornada e acredita-se que a impressão 3D desempenhará um papel de destaque na evolução de vários setores nos próximos anos.

De painel IHM pra circuito impresso de máquinas à próteses do corpo humano, muitas são as possibilidades.

Ao usar fabricação aditiva, os fabricantes de próteses e implantes podem criar mais facilmente soluções com as dimensões corretas, com um design complexo e a um custo menor.

Quanto à durabilidade dos dispositivos médicos criados, mesmo que o número de exemplos ainda seja baixo em comparação com os métodos tradicionais.

Pode-se, no entanto, citar o exemplo dos ossos de quadril de titânio 3D que ainda são tão eficazes depois de serem colocados. Isso evita que o paciente precise trocar de implante a cada década, facilitando assim, a vida diária da pessoa.

Por fim, a impressão 3D médica também tornou possível automatizar o processo de criação de próteses auditivas e dentárias. Mas, os avanços da tecnologia não param por aí e a impressão 4D promete revolucionar a indústria de manufatura.

A impressão 4D é fortemente inspirada no princípio da automontagem, que não é um conceito novo. Você provavelmente já ouviu falar de automontagem molecular, na qual moléculas formam estruturas complexas sem nenhuma intervenção humana.

Um conceito amplamente utilizado em nanotecnologia, por exemplo. Portanto, a impressão 4D leva esse princípio ao próximo nível.

Se é possível que pequenas estruturas em escala microscópica sejam montadas e movidas por conta própria, por que não imaginá-las em objetos impressos em 3D maiores?

Esse é um mercado promissor e que vale o investimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *