Itens que podem ser muito úteis para empresas de alimentação

Empresas de alimentação precisam dar ainda mais atenção a questões como segurança, higiene e organização do que outras empresas.

Todas as normas devem ser seguidas à risca, sobretudo quando se considera que irregularidades encontradas podem ser consideradas atentados à saúde pública, causando a prisão dos donos.

Além disso, a organização aumenta a produtividade do estabelecimento.

A importância dos avisos

As placas de sinalização se referem a um item simples, mas de grande importância em estabelecimentos e empresas do ramo alimentício.

Servindo para dar avisos aos funcionários ou aos clientes, existem diversas placas que são obrigatórias e outras que, embora não tenham o uso estabelecido por lei, podem proteger a empresa contra processos ou promover mais organização.

Por exemplo, o uso de placas instruindo os clientes a jogar o lixo no lixo não é uma obrigação, mas gera um ambiente mais agradável para todos. Um conselho é identificar os problemas mais frequentes na empresa e colocar placas a respeito desses.

Uma observação interessante é que as placas anti-fumo não são obrigatórias, embora seja proibido por lei fumar em locais públicos fechados.

Ao passo que as placas de exigência da nota fiscal são obrigatórias em qualquer estabelecimento comercial. Alguns exemplos de placas comuns em restaurantes e bares são:

  • Bebida alcoólica;
  • Atendimento preferencial;
  • Código de defesa do consumidor;
  • Visite nossa cozinha;
  • Entrada apenas de pessoal autorizado;
  • Ambientes filmados;
  • Lavar as mãos após uso do banheiro.

Sempre confira as leis acerca desses materiais. Um exemplo de sua importância é a placa de aviso de piso molhado. Se alguém cair escorregando no piso molhado em um momento no qual não havia a placa, a culpa do incidente cai completamente sobre a empresa.

Ainda falando sobre avisos importantes, o cone de sinalização deve ser colocado sempre que uma área oferecer perigos.

Seja durante um trabalho de reforma em alguma parte da empresa ou em trabalho na instalação elétrica. Muitas vezes, os cones são usados com faixas zebradas. Vale lembrar que o uso de cones para guardar vagas na rua é ilegal.

Ainda falando da sinalização, é interessante que os clientes saibam quem são os funcionários e quais suas funções. É recomendado que todos os funcionários usem crachá de identificação.

Geralmente, seu uso nas empresas não é obrigatório, mas quando se trata do transporte, manuseio e armazenagem de materiais, isso muda.

Os crachás devem contar com o nome, o cargo e a foto do colaborador e também é interessante que possuam o logo e o nome da empresa.

Para que sejam mais duráveis e seu uso mais confortável, utilizar um cordão silicone transparente é excelente.

Tratando-se do ramo alimentício, a principal vantagem do silicone é a sua assepsia. Isto é, são materiais mais higiênicos, podendo passar por método de limpeza profunda sem que estraguem.

Dicas de organização

Todo restaurante, bar, hortifrúti, quitanda, enfim, toda empresa que trabalha com alimentos precisa de caixa organizadora. Geralmente feitas de plástico, elas servem para carregar os alimentos e para fazer a sua organização.

Algo interessante é aproveitar a necessidade desses itens para fazer deles parte da comunicação visual da empresa. É possível personalizar as caixas com o nome da empresa, ajudando na sua divulgação.

Seguindo a mesma lógica, o melhor é escolher caixa plástica hortifrúti nas cores temas da empresa. Assim, quando estiverem acumuladas em algum local da empresa colaborarão para o fortalecimento da identidade visual.

Outro motivo para prestar atenção às cores é que elas promovem a organização, podendo servir para a categorização dos produtos.

Geralmente, essas caixas são produzidas em PEAD (Polietileno de Alta Densidade) e o seu tamanho padrão é de 30 x 36 x 55 cm (altura x largura x comprimento).

Uma característica comum é que são vazadas, algo muito positivo para os perecíveis, pois garante a ventilação.

Ainda sobre a organização, sempre utilize paletes de plástico e de metal, nunca de madeira. Não apenas no estoque, mas em todas as fases de transporte e armazenagem de produtos.

A madeira não possui resistência à umidade e pode acabar se deteriorando, acumulando fungos ou bactérias, o que prejudica a higiene dos lugares.

Por fim, sempre se certifique de trabalhar com bons fornecedores, seja no caso de placas, cones, crachás, cordões para crachás ou caixas organizadoras. Deve haver preocupação com pontualidade na entrega e na qualidade do material .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *